Quantas pessoas já viram o blog?

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Fanfiction-Capitulo 2- Uma oportunidade!

Quando me disseram que podia ir para casa sai dali sem pressas já que não tinha ninguém à minha espera...pelo menos era o que eu pensava. Cheguei a casa e já estava a começar a fazer frio. A minha casa não era grande...tinha apenas dois quartos e uma sala com a cozinha junta. Nas traseiras da casa tinha uma especie de armazém onde tinha lenha. Fui lá buscar um braçado dela e acendi a lareira para me aquecer. Enquanto ateava eu fui prepar qualquer coisa para comer. Não tinha grande fome por isso apenas peguei num copo de leite e um frasco de bolachas. Sentei-me em frente à lareira enquanto comia e bebia. Reparei no livro que tinha em cima do parapeito da lareira. Estiquei o braço para o alcançar e ver o que era...já não me lembrava. Abriu e nele tinha fotos que eu tinha tirado de todos os ninjas da minha idade que existiam em Konoha. Eu tinha feito aquilo quando era pequena. Já que não andava na academia e não conhecia ninguém pesquisei-os sem eles saberem...de quem tinha mais informações era do Naruto...talvez ele se destaca-se mais por ser barulhento e desastrado ao contrário do Shikamaru que não tinha nada escrito sobre ele...apenas uma pequena nota debaixo da fotografia "preguiçoso e acha tudo um aborrecimento" Outra pessoa que não de descozia muito era o Sasuke que dele eu não tinha nada escrito...estava em branco a página. Fechei o livro rapidamente e mandei-o para cima do sofá que estava ao meu lado.
-O que me interessa os outros? Quer dizer eu vou fazer parte da equipa da Sakura...mas eu não sei nada de missões nem de lutar...tenho de ir falar com a Tsunade-sama.
Levantei-me num ápice e corri para a porta. Quando a abri choquei contra alguém que me fez cair para trás. Abri os olhos e era o Shikamaru.
-O que fazes aqui?
(Shikamaru)- Nada...apenas passei por aqui...mais nada. Esta é a tua casa.
-Porquê?
Eu olhei para ela e...realmente não tinha bom aspecto...a tinta estava toda saída e o telhado já tinha alguma falhas.
-Pois...Bom não chove lá dentro e eu aguento-me.
(Shikamaru)-Pois parece que sim...estás melhor...mmm...como te chamas mesmo?
-Bah...Naomi.
(Shikamaru)- Pois isso. Espero que melhores.
-Eu já estou melhor...aquilo são apenas coisas que acontecem de vez em quando. Nada mais. Já começo a ficar habituada. E é melhor que te habitues também já que vou começar a andar com vocês mas que fique de aviso aquilo foi apenas uma pequena fase...quando avança é pior.
(Shikamaru)- Uau...falas muito.
-Eh..eh. Parece que sim.
Sai de ao pé dele a correr sem lhe dizer adeus ou algo parecido. Corri até ao escritório e antes de bater respirei fundo para controlar a respiração de vir a correr e bati. Uma voz do outro lado disse para entrar. Rodei a maçaneta e entrei.
-Desculpe incomuda-la a esta hora mas preciso de saber uma coisa.
(Tsunade-Sama)- O que foi Naomi?
-Err...é que eu tive a pensar...se vou fazer parte de uma equipa não devia ter um treinamento de ninjas...você sabe...Taijutsu, Ninjutsu e Genjutsu?

(Tsunade-sama)- Tens razão...não sabes nada?
-Sei...algumas coisas, mas não são nada de especial. São coisas base.
(Tsunade-sama)- Por-te com a Sakura e o Naruto talvez não tenha sido a melhor escolha já que eles estão apenas a trás do Sasuke...o que te punha em perigo e ainda os atrapalhavas.
Pois obrigada por essa...baixou-me mesmo o auto-estima.
(Tsunade-sama)-Por outro lado...a equipa do Shikamaru com a morte de Asuma ficaram sem um capitão e para ser o Shikamaru a comandar apenas são dois...a Ino e o Chouji...mas contigo já são três.
-M-mas...a equipa da Sakura também tem um elemento a menos.
(Tsunade-sama)- Isso resolve-se. O Sai está com eles. Pode ficar mais alguma tempo. Não tem importância.
-Uh...ok então.
(Tsunade-sama)- Toma. Esta é a morada do Shikamaru. Passa por lá e fala com ele sobre o assunto. Ele sabe o que fazer. Podes ir.
-S-sim. Desculpe o incomodo.
Sai do escritório fechando a porta por detrás de mim. Sai lentamente do edificio lendo a morada que estava no papel.
-Tenho de ir lá...que remédio.
Procurei a casa por todos os lados. Quando finalmente dei com ela fiquei em frente à porta sem bater até ganhar coragem. Quando bati quem abriu foi o pai dele. Realmente são parecidos...
-Eu gostava de falar com o...Shikamaru...se podesse ser.
(Pai do Shikamaru)- Ah...sim. Eu vou chamá-lo.
-Alguns minutos depois ele apareceu à porta.
(Shikamaru)- Oh? Naomi...que fazes aqui?
-Foi a Tsunade-sama que me deu a tua morada. Era para te dizer que vou fazer parte da tua equipa...já que a equipa do Naruto está mais esforçada a encontrar o Sasuke e eu só ia atrapalhar.
(Shikamaru)-Conosco não vai ser muito diferente. Eu agora não tenho muitas missões com a Ino e com o Chouji...eu ás vezes lidero outras equipas...se quiseres eu posso levar-te comigo sempre que possivel e ajudar-te a treinar.
-Asério?! Isso era...demais...isto é. Era bom.
(Shikamaru)- Amanhã...eu vou em missão. Se quiseres aparecer eu levo-te comigo.
-Sim...Obrigada.
(Shikamaru)- Ficamos quites...
-Sim. Eu tenho de ir. Então até manhã...
Virei costas e corri até casa. Aquela situação tinha-me deixado nervosa. Era a primeira vez que ia em missão com alguém...em equipa e não sabia o que fazer. Cheguei a casa e a lareira já estava apagada. Não a voltei a acender. Sentei-me no sofá embrulhada num cobertor e vi televisão até me dar o sono. Quando ele veio deitei-me na cama depois de vestir o pijama. Embora estivesse com sono não conseguia parar de pensar na missão do dia seguinte. Espero que corra bem...

Hyuga Hinata Tribute


Música: Diary of Jane
Artista: Breaking Benjamin
Personagem: Hinata Hyuga

Kiba Inuzuka









Próximo post: Shino Aburame

sábado, 26 de novembro de 2011

Video


Musica: Memories

Artista: David Guetta ft. Kid Cudi

Fanficton- Capitulo 1- Linhagem avançada?!

Sakura a narrar:

Fomos chamados até à sala da Hokage para uma missão de busca. Eu ainda pensei porquê nós e não a equipa da Hinata. Tive de ir chamar o Naruto já que ele não sabia que tinhamos sido chamados. Bati à porta de casa dele e ele abriu já vestido e pronto para sair.
(Naruto)- Oh? Sakura! O que fazes aqui?
- Fomos chamados para uma missão. Uma missão de busca.
(Naruto)- Nós? E o Kiba? Eles é que são especializados nesse tipo de missões.
-Eu não sei. Vamos mas é.
Quando chegamos bati a porta e entrei.
(Tsunade)- Sakura, Naruto...quero que vocês vaiam até ao vale onde se apanha as plantas medicinais e tragam esta rapariga de volta.
Quando ela acabou de falar entregou-nos uma fotografia de uma rapariga. Supostamente iamos à procura dela.
-O que se passa? Como sabe exactamente onde ela está?
(Tsunade)- Ela é uma ninja de Konoha a quem eu mandei fazer uma missão de ir buscar plantas medicinais mas ela é diferente. Ela não se pode enervar ou encher-se de raiva ou ódio.
(Naruto)- Porquê?
(Tsunade)- Se isso acontecer acontece o pior. Ele tem uma linhagem de sangue avançada. Quando algo acontece no sistema nervoso dela essa linhagem dispara e ela trasforma-se e perde a racionalidade. Não pensa nos actos que faz. Toma levem isto. É um selo que para a transformação.
-Isso parece bem perigoso. Temos de ir Naruto.
(Naruto)- Ah? Sim...vamos.
Saimos da sala e já sabia que o Naruto me ia perguntar porquê é que ela se havia de enervar...
(Naruto)- Sakura...porque é que ela se vai enervar? É apenas uma recolha de plantas...
 -Recolher plantas é muito exastivo...temos de encontrar as certas e não podemos errar e requer paciência em procura-las.
(Naruto)- Eh...parece que sim.
"Mas o que eu acho mais estranho é o facto de ela ser uma ninja de Konoha e ter a nossa idade e nunca ter ouvido falar dela."


Naomi a narrar:
-Ufa...finalmente acabei...esta treta de colher plantas é dificil. E eu a pensar que ia ser canja. Boma vamos é voltar para Konoha!
Agarrei nos baldes com as plantas e carregueios ás costas. Aquilo podiam ser plantas mas ainda pesavam. Parei numa árvore e pousei os baldes por apenas alguns minutos enquanto descansava. Verefiquei novamente a lista das plantas e ver se tinha todas as que a Hokage me pediu.
(?)- Ohh Ino...não faças isso!
(Ino)- Shikamaru não temos outra opção!
Saltei para o ramo de cima e desviei as folhas para ver o que se passava. Era a equipa da Ino...Pareciam estar em apuros. O Chouji estava incosciente no chão e o que estava a agarrar os inimigos com a sombra devia ser o Shikamaru...uh primeira vez que o via...em 16 anos da minha vida. Parecia interessante.
-Ah que se lixe. Tenho de os ajudar.
Desci para o ramo onde tinha deixado os baldes e tirei da bolsa que tinha em volta da cintura algumas agulhas e tirei algumas flores que faziam o remédio de adormecimento. Espremi o caule das flores e fiz pingar para cima das agulhas. Subi novamente para o ramo de cima e fiz pontaria para os inimigos. Segundos depois eles cairam de joelhos e ficaram incoscientes. A Ino estava deitada no chão e o Chouji já tinha acordado. O Shikamaru desfez a técnica e ajoeilhou-se de cansaço.
Fui buscar os baldes e saltei para ao pé deles.
-Estao bem?
(Chouji)- Foste tu que nos salvas-te?
-Sim...pelos vistos.
A Ino levantou-se de repente e agarrou-me pelos colarinhos.
(Ino)- És louca? Queres matar-me?
-Ah? Qual é a tua eu salvei-te!
Eu dei-lhe uma chapada na mão afastando-a de mim.
(Ino)- Eu estava a usar a técnica de transferência de mentes quando tu os anestesias-te. Se por acaso eu não tivesse reparado na chegada das agulhas eu podia estar assim como eles estão. Louca!
-Eu eu adivinhava? Agradece e resmunga menos.
Ela deu-me um murro na cara e o Chouji agarrou-me por debaixo dos braços para não me deixar ir bater-lhe.
(Chouji)- Acalma-te!
-Larga-me go...
(Shikamaru)- EI! Cuidado com o que falas.
Ele levantou-se e agarrou-me pelo queixo examinando-me a cara.
(Shikamaru)- Eu não te conheço...como nos conheces?
-Eu sou de Konoha!
(Ino)- Até parece! Se fosses nós conheciamos-te!
-Cala-te...Larga-me Chouji!
(Shikamaru)- Chouji deixa-a assim por algum tempo até ela se acalmar.
Os nervos estavam a subir-me acima e o meu corpo começou a aquecer...
(Chouji)- S-Shikamaru...ela está a ferver...literalmente.
(Shikamaru)- O quê?
Ela pousou a mão no meu ombro e recuou.
(Shikamaru)- Chouji larga-a. Ela não está bem...
Os meus olhos começaram a mudar de cor para um vermelho e começaram a sangrar assim como a minha boca.
(Ino)- O-o que se está a passar?
O Chouji largou-me e eu cai de joelhos.
(Sakura)- Ino, Shikamaru, Chou...o que se está a passar?
(Ino)- Não sei...ela salvou-nos mas passou-se e agora está assim.
(Naruto)- Sakura...é a rapariga que a Hokage nos mandou procurar.
(Sakura)- Tens razão.
Ela aprouximou-se de mim e colocou um selo no meu peito por cima das camisolas que fez com a linhagem recuasse. Eu cai ao chão inconsciente.
Acordei já no hospital. A minha cabeça parecia que ia explodir...acontecia sempre isto depois da linhagem avançar.
(Sakura)- Tsunade-sama! Como é que ninguém sabia da existência dela?
Sentei-me na cama e reparei que as vozes vinham do outro lado da porta. Elas estavam no corredor a falar.
(Hokage)- Ela sempre foi diferente...quando era nova exaltava-se facilmente e então não podia ir para a academia. Antes de eu me tornar Hokage apenas o quarto Hokage sabia da existência da familia dela. Quem a treinou foi o pai mas ele desapareceu em missão e nunca mais voltou. Ela agora está sozinha e pede-me para fazer algumas missões que não sejam pesadas. Já que precisa de dinheiro.
(Naruto)- Nunca pensei...que estranho.
(Ino)- Mas ela não pode continuar assim...ela precisa de uma equipa se quer ser ninja...trabalhar sozinha ainda vai complicar mais.
-Eu não preciso de equipa nehuma!
Eu abri a porta de correr com rapidez. Quando eles repararam que eu tinha ouvido o que eles estavam a dizer calaram-se.
(Hokage)- Naomi...é melhor trabalhares com uma equipa...assim tens um maior controlo de ti mesma. Vou juntar-te com a Sakura e o Naruto até eles arrajarem alguém para substituir o Sasuke.
-Mas...
(Naruto)- Não te preocupes nós ajudamos-te.
-Está bem então.
(Shikamaru)-Mas que trabalheira. Com isto nem te podemos agradecer devidamente.
-Bah...não é preciso.
(Sakura)- É melhor voltares para a cama...ainda estás fraca.
-Uhh...ok.






__Espero que tenham gostado do primeiro capitulo...Comentem se quiserem ^^__

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Natal...quase...!

Falta um mês para o Natal e já mudei o fundo e a imagem de cabeçalho do blog...como vos tinha dito antes sempre que existir alguma coisa de especial (esta-me a faltar a palavra certa...) eu mudo o aspecto do blog dependendo do dia...Espero que gostem!

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Informação

A segunda Fanfiction terminou...eu vou ser sincera...não estava a correr muito como eu queria...ao inicio estava mas depois esqueci-me de algumas partes e não correu bem. Eu já estou a pensar noutra história e espero que me corra bem desta vez. A terceira fanfiction vai ser mais ou menos como a primeira. Vai haver uma personagem nova inventada por mim...um RPC. Quero dizer que os RPCs que apresento nas fanfictions não são feitos por mim...fui busca-los ao photobucket (não quero ficar com os lucros de ninguém) o último RPC que utilisei da Kaori foi o feito por _Nr1rookie_93 uma conta no photobucket...assim como os que vou utilizar são feitos por outras pessoas.

A terceira fanfiction vai ter personagens...

Shikamaru; Sakura; Kiba; Hinata; Naruto; Ino; Sai e Chouji

Mais a personagem inventada--> Naomi!



O primeiro capitulo talvez seja postado amanhã...espero que gostem e que comentem!

Fanfiction- Capitulo 14 (último)

De manhã acordei com uma dor de costas enormes de ter dormido no sofá e com o peso do Daichi sobre mim. Empurrei-o para o outro lado do sofá e desliguei a televisão que tinha ficado toda a noite ligada.   Abri a porta de correr que dava à cozinha sem fazer barulho para ir comer alguma coisa. Tirei uma taça do armário e enchi-a de leite e pus a aquecer no microondas. Quando apitou tirei-a e enchi-a até cima com cereais e sentei-me a comer.
Enquanto comia ouvi a porta atrás de mim a abrir-se. Era o Daichi que entrou a cambalear com sono.
(Daichi)- Vou dormir mais um pouco para o quarto. Não me acordem.  
-Como queiras.
Enchi outra colher e levei-a à boca. Quando acabei de comer corri até ao quarto para mudar de roupa e tomar um duche rápido. Quando sai do banho ouvi a campainha a tocar. Como os meus pais estavam em missão e o meu irmão a dormir que remédio tive eu de ir abrir a porta enrolada a toalha. Abri a porta e era a Sakura com a Ino. Coisa rara de ver.
-O que querem?
Elas entraram sem pedir e fecharam a porta atrás de mim.
(Sakura)- Eu tive uma ideia!
(Ino)- Quer dizer eu é que comecei a falar e ela lembrou-se da ideia.
(Sakura)- Mas a ideia foi minha! Bom…NÓS! Tivemos uma ideia.
-Sim isso eu já percebi! Desembucha que eu estou aqui a ganhar frio!
(Ino)- Vamos fazer um piquenique!
O meu espanto foi mínimo e fiquei tipo “asério? Tanta coisa para isso?”
-Asério? Só isso? Foi o melhor que conseguiram?
(Sakura)- Não gostas da ideia?
-Não é isso pensei que fosse uma coisa mais…bombástica! Mas afinal desiludiram-me. Mas vá…quando?
(Ino)- Esta tarde…à hora de almoço. Todos. A minha equipa…a tua…a do teu irmão e a do Neji…Todos juntos!
-uau…que emoção. Mal posso esperar.
(Sakura)- Pára com a ironia. Vens ou não.
-Vou, vou…mas falem com os outros. Eu tenho de me ir vestir. Depois vou ter com a tua casa. Pode ser?
(Sakura)- Pode. Vai um bocadinho antes para fazermos o almoço juntas. A Hinata também vai lá ter e a Ino e a Tenten…
-Ok…Bom agora se não se importam…eu tenho de me ir vestir.
Elas saíram de casa e eu subi para o quarto para me ir vestir. Vesti a primeira roupa que apanhei e vi as horas.
-Elas avisam-me quase em cima da hora. Agora tenho de ir acordar o Daichi e explicar-lhe.
Entrei no quarto dele e ele ressonava em alto e bom som. Como não o ia conseguir acordar decidi usar uma técnica de água para o molhar. Formei uma bola de água por cima da cama dele e deixei-a cair. Ele acordou sobressaltado e olhou-me com um olhar ameaçador.
(Daichi)- Queres matar-me de susto!
-Por acaso não era mal pensado! Um morte nova para ti de entre tantas que eu ando a planear.
(Daichi)- Qual é o teu problema!?
-Neste momento? Nenhum…Vamos levanta-te e muda de roupa. Temos planos para o almoço.
(Daichi)- Ai temos?
-Sim pelos vistos temos! Vamos mexe-te! Vai ter comigo a casa da Sakura.
Ele levantou-se da cama e mudou-se. Eu sai e fui ter com a Sakura a casa dela. Ela abriu a porta de avental e com o cabelo apanhado.
(Sakura)- Já chegaste! Estamos cá todas. Anda vamos para a cozinha.
Quando entrei na cozinha a Hinata estava de avental com um lenço na cabeça.
(Hinata)- Kaori já aqui estás…
-Sim. Bom…vamos por mãos à obra!
(Sakura)- Tu vais por as mãos à obra! Nós já pusemos!
-Pois está bem.
Agarrei num avental e coloquei-o em volta da cintura.
Uma hora depois já tínhamos acabado de cozinha tudo e já estava tudo dentro de uma cesta para levar para o piquenique.
-Agora só falta uma toalha!
(Ino)- Já aqui a tenho. Vamos indo.
Caminhamos até ao sitio combinado e já lá estava alguns deles.
(Sakura)- O mais preguiçoso é o primeiro a chegar!
(Naruto)- Quando está comida em jogo já lá estou!
-Pois até me admirava!
(Ino)- Menos paleio e vamos mas é organizar as coisas.
Até me admirava se ela não desse ordens. Pensa que é a melhor…bem algumas coisas sim! Mas só algumas!
O Kiba estalou os dedos à minha frente para me libertar do transe.
-O quê?
(Kiba)- Nada estavas perdida nos pensamentos.
-Era…haha…não era nada de especial.
Dei-lhe um beijo na bochecha para me livrar da conversa e fui ajuda-las.
Quando toda a gente chegou começamos a comer. Aquilo estava tão delicioso! Realmente ermaos umas cozinheiras fantásticas! Aquilo estava demais! Eu estava a comer feita louca.
(Chouji)- Parece que também gostas de comer!
-Estás a gozar! Isto está divino…quando morrer espero que alguma coisa deste género esteja à minha espera lá em cima!
Eles começaram-se a rir…e eu sem saber estava a falar de comida! Uma das 7 maravilhas do meu mundo!
Depois de comermos ficamos sentados na relva. O Naruto já estava a tentar dormir mas a Ino enterroumpeu-o.
(Ino)- Naruto! Não acredito que és capaz de dormir agora!
(Naruto)- Depois de almoço é a sesta!
Ela apontou-lhe uma flor que tinha na mão como se o fosse ameaçar!
(Ino)- És demais!

O Shikamaru estava deitado a arrancar relva enquando falava alguma coisa com o Shino…o Neji , a Tenten e o Lee estavam a falar e a implicar uns com os outros.
O Kiba estava a brincar com o Akamaru mais a Hinata. O Sai desenhava e a Sakura via. O Daichi estava sentado na relva sem fazer nada e o Chouji…continuava a comer. Vê-los assim tão descontraídos fazia-me sentir feliz…gostava que esta visão durasse para sempre e que o mundo lá fora parasse com as maldades! O Sasuke…tinha saído e não iria voltar…mas para ver esta alegria na cara de todos eles eu era capaz de fazer qualquer coisa…até mesmo o trazer de volta se isso os fizesse felizes.

















Akimichi Chouji tribute


Desculpem mas não sei qual é a musica e nem quem a canta.

Personagem: Chouji Akimichi

Imagens Neji Clássico/ Shippuden

Neji Hyuga pertence ao clã Hyuga mas faz parte da 2ºfamilia. O seu pai foi morto para defender o irmão gémeo (o pai da Hinata) e Neji ficou ao cargo do tio.



Avant- Neji sempre foi considerado um génio para a idade dele já que ele era demasiado competente e forte para a sua idade. Ele sempre pensou que tinha um destino traçado. Que  o seu destino estaria marcado para sempre e que ia sempre ser visto como um membro da 2ª familia e considerado inferior.

Aprés- Depois de Naruto o chamar a atenção durante o exame Chunnin dizendo que nenhum tinho o destino marcado mas sim que cada um tinha de o construir, Neji tornou-se mais forte e menos égoista. Ele tornou Chuunin enquanto Naruto treinava fora da cidade.

Próximo post: Lee

Hinata Hyuga









Próximo post: Kiba Inuzuka

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Fanfiction- Capitulo 13

Quando o porteiro abriu a porta o aroma de luxuria emanou-me o corpo fazendo-me sentir aquilo tudo a coisa mais ridícula que existia à face da terra. Entrei acompanhada pelos outros e depois separamo-nos. O Shikamaru ficou comigo o tempo todo o que já me estava a enervar. Eu não tinha nada contra ele…até o achava divertido e um bom amigo mas não apetecia estar ali. Queria ir para casa sentar-me no sofá a ver televisão a noite inteira. Cheguei perto da orelha do Shikamaru e sussurrei.
-Onde está o paspalho do homem que temos de apanhar.
(Shikamaru)- Deve estar numa dessas portas. Temos de entrar de alguma forma.
-Mas as portas estão todas a ser vigiadas. Como passamos.
Ele olhou para todas as paredes e apontou para as ventilações.
(Shikamaru)- Por ali.
-Mas não é muito apertado?
(Shikamaru)- Para ti não. És a mais baixa das raparigas. E também és magra…consegues passar.
-Então tenho de entrar por um sitio onde não seja vigiado.
(Shikamaru)- Duvido que a casa de banho seja vigiada.
-Tens razão. Avisa a Kurenai que eu vou andando.
(Shikamaru)- Tem cuidado.
Eu fui procurar uma casa de banho na imensidade daquelas portas todas e finalmente encontrei uma. Estavam lá algumas raparigas dentro e eu fiquei a fazer tempo à espera que estive vazia. Quando elas saíram olhei para o tecto mas não havia entradas para as ventilações. Não ali naquela casa de banho. Voltei para a sala onde estavam todos e fui ter com o Shikamaru a dizer que não tinha como entrar. Ele disse que na casa de banho dos rapazes havia uma entrada para a ventilação. Eu seguiu-o até à casa de banho e esperei que ele me desse sinal quando estivesse vazia.
(Shikamaru)- Já podes. Não tem ninguém.
Eu entrei discretamente e subi para cima dos lavatórios e entrei pela ventilação.
(Shikamaru)- Espera.
-O que foi?
(Shikamaru)- Toma.
Ele deu-me um auricular para o poder contactar se estivesse em apuros. A Sakura também tinha um que estava ligado ao meu. O Shikamaru fechou a entrada da ventilação e saiu. Eu segui a pequena “estrada” e espreitei por todas as entradas para ver se via o tal homem.
-Que treta. Vou sair daqui com uma dor de costas jeitosa. Porquê é que me fabricaram baixa?
Espreitei pela primeira entrada que encontrei e estava vazia. Apenas com algumas coisas de valor.
-Ok…próxima.
(Sakura)- Já encontras-te alguma coisa?
-Não ainda não. Está imenso pó aqui. Vou ficar toda suja e cheia de comichão no nariz.
(Sakura)- Refila menos e procura mais.
-Sim sim.
Eu comecei a ouvir vozes que vinha da outra entrada. Espreitei e lá estava o homem com um cachimbo na mão a fumar feito maluco e com uma mala cheia de dinheiro há frente dos olhos. Do outro lado da mesa onde estava a mala pousada, um homem amarrado com cordas estava ajoelhado no chão com dois guardas a agarrar-lhe os ombros. Parecia um agricultor indefeso.
-Já o encontrei.
(Sakura)- Onde ele está?
-Como queres que saiba? Sabes as ventilações não têm números de porta ou morada só assim por acaso.
(Sakura)- Tens razão…desculpa.
-Se eu precisar de ajuda digo. Eles são apenas três. E não são ninjas. Acho eu.
(Sakura)- Ok mas tem cuidado.
-YES SIR!  
Tirei uma kunai que tinha na bota e pu-la na boca para conseguir abrir a entrada. Quando abri saltei lá para dentro da sala e apontei a kunai ao homem do cachimbo.
-Ok isto vai ser exactamente como digo está bem?
O homem do cachimbo riu-se e empurrou-me para trás fazendo com que a kunai me esbarrasse da mão.
(Homem)- Achas que podes fazer alguma coisa contra mim?
Eu dei-lhe um murro que o fez cair em cima da mesa que se partiu (era de vidro).
-Quem é o próximo?
Os guardas tiraram das costas umas espadas e correram para mim com elas. Eu corri para eles também. Um deles fez um gesto como se me fosse cortar a cabeça. Eu baixei-me e dei-lhe um pontapé na canela e ele caiu para a frente. O outro agarrou-me pela parte de trás do vestido desequilibrando-me. Cai para a frente e dei-lhe também um pontapé no queixo que o fez cair para trás. Agarrei no homem que estava amarrado e cortei-lhe as cordas.
-Fique aqui. Sem eles acordarem bata-lhes na cabeça. Com algo pesado. Aqueles potes ali servem.
Apontei para uma serie de jarros e potes que estavam no fundo da sala em cima de uma mesa. Amarrei os homens em volta de uma coluna que estava situada no meio da sala e agarrei o homem do cachimbo pelo colarinho e arrastei-o comigo. Abri a porta que deu para o salão principal onde o resto do pessoal estava. Eu arrastei o homem até à Kurenai e deixei-o cair no chão.
-É este o tipo?
(Kurenai)-S-sim…Como conseguiste?
Ela olhou para mim de alto a baixo toda suja do pó e com o vestido um bocado rasgado atrás.
-Fixe é esse então…vamos embora!
Apontei ferozmente para a porta principal e dirigi-me até ela. O resto do pessoal de Konoha segui-me. O Daichi levava o homem às cavalitas.
(Guarda)- Onde vão com esse homem.
-Por favor. Não queres acabr como os teus amigos pois não. Deixa-nos sair.
Ele afastou-se e eu agradeci ironicamente. Quando chegamos à carruagem a Ino deu-me um chapada na nuca.
-Qual é a tua?
(Ino)- Poseste todos nós em risco. Imagina se havia lá uma revolução ou qualquer coisa!
-Ei tem calma. Odeio aquele tipo de festas. Agarrei no homem e vim embora. Fim. Missão comprida.
(Naruto)- Bom tecnicamente ela tem razão. A missão está resolvida.
-Obrigada! Vês? Até o Naruto me apoia! Por favor.
(Ino)- Mas não percebes?! E se nos descobriam?
-Descobriram? Não! Então pronto.
(Hinata)- Vá já chega de discussão.
A Ino não se calava e eu também lhe respondia. Até ao momento que senti a minha bochecha a ferver com a chapada que a Sakura nos mandou.
(Sakura)- Já chega! Parecem papagaios! Não se calam!
Eu cruzei os braços e pedi ao Sai que trocasse de lugar comigo para não ficar ao pé dela nem da Ino. Fiquei ao pé do Daichi. A Ino não se calou depois de ter levado também com um chapada e resmungou com a Sakura que agora também não se calava. A Kurenai parecia estar com os cabelos em pé de nos ouvir. O Naruto estava com as mãos nos ouvidos. Assim como o Daichi. A Hinata olhava para o chão e o Shikamaru estava a ignora-las apenas a remexer com os dedos.
Duas horas depois chegamos a Konoha. Eu fui a primeira a sair da carruagem e espreguicei-me. As costas doíam-me. Fomos até à Hokage que me berrou aos ouvidos pela minha estupidez e ainda reprendeu o Shikamaru por me ter deixado fazer aquilo ( já que nós eramos um “par”). Entregamos o homem e fomos para casa. Eu despi o vestido e vesti o pijama e enfiei-me debaixo de um cobertor enroscando-me no sofá a ver um filme. O Daichi foi beber um copo de leite e sentou-se ao meu lado. Pouco tempo depois senti peso sobre o meu ombro esquerdo e fui a ver era ele que tinha adormecido. Acabei por adormecer também a ver o filme.

Hinata no seu vestido. Achei o vestido muito bonito.

Sakura


Ino- O Vestido até é giro =)


domingo, 13 de novembro de 2011

Personagens de Naruto em crianças...

Decidi postar umas imagens das personagens quando elas eram pequenas...espero que gostem.

Naruto

Anko

Gaara

Hinata

Kakashi

Kankuro

Kiba

Ino

Neji

Lee

Jiraya

Orochimaru

Sasuke

Shikamaru

Sakura

Temari

Tsunade

Chouji


Que acharam? Bem Kawaii né?